BB registra R$ 500 milhões na linha de antecipação de IRPF

713205-concurso-banco-do-brasil-2015-em-15-estados-600x600.jpgO Banco do Brasil já contabiliza desembolso de R$ 500 milhões na linha de antecipação de Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF), desde sua reabertura, em 1º de março. O desembolso total representa um crescimento de 5,5% em relação ao mesmo período de 2015. A previsão é alcançar R$ 520 milhões até o fechamento da linha, em 30 de setembro.

A antecipação do IRPF pode ser contratada nos canais de autoatendimento ou em qualquer agência, por correntistas com crédito aprovado e que tenham indicado o Banco do Brasil para recebimento da restituição. É possível antecipar até 100% do valor do crédito a ser restituído, com teto de R$ 20 mil, taxas de juros a partir de 2,25% a.m. e pagamento automático com crédito da restituição ou no vencimento do contrato em 15 de janeiro de 2017, conforme o que ocorrer primeiro.

A partir deste ano, a contratação pelo Aplicativo BB para celulares e tablets passou a ser totalmente digital: o cliente envia a imagem do recibo da declaração pelo próprio aplicativo, sem a necessidade de comparecer à agência para confirmar a operação, o que configura uma solução inédita no mercado.

Em 2016, as contratações realizadas por meio dos canais de autoatendimento incluindo Internet, Terminais de Autoatendimento e Mobile já registraram cerca de R$ 101 milhões, com mais de 48 mil operações. Desse valor, cerca de R$ 31 milhões foram contratados pelo aplicativo Mobile, uma evolução de 206% em relação ao ano anterior.

Entre as orientações do BB para contratação dos recursos da linha está o uso para liquidação ou amortização de compromissos financeiros com taxas de juros maiores. Cerca de 65% dos recursos contratados nesta linha têm sido utilizados para liquidar ou amortizar compromissos financeiros com taxas de juros maiores, como por exemplo o cheque especial e rotativo do cartão de crédito. “Isso reforça o propósito do BB em incentivar o crédito responsável, oferecendo os produtos mais adequados às necessidades dos clientes”, explica Edmar Casalatina, diretor de empréstimos e financiamentos do BB.

Anúncios

Os comentários estão desativados.