Fatos e curiosidades sobre a cegueira

cegueira

No próximo dia 13, é lembrado o Dia do Cego. A data foi criada em 1961 e tem como objetivo promover a integração das pessoas que apresentam este problema. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 6,5 milhões de brasileiros têm algum tipo de deficiência visual. Deste total, mais de 500 mil pessoas são cegas.

Dr. Bruno Prieto, oftalmologista do Visão Institutos Oftalmológicos, em Brasília, alerta que algumas patologias podem levar à perda total ou parcial da visão. “Uma das principais causas de cegueira é degeneração macular relacionada à idade, uma doença degenerativa que atinge principalmente pessoas com mais de 50 anos. Além disso, problemas muito frequentes como catarata e glaucoma também podem levar à perda da visão”, considera.

Mas além disso, há algumas curiosidades particulares sobre a complicação:

Cegos enxergam quando sonham

De acordo com o Dr. Bruno, o cérebro de quem nunca enxergou na vida, consegue criar imagens. “É uma capacidade possibilitada pela propriocepção, onde o indivíduo consegue localizar o corpo no espaço, que associada ao tato, reconhece estruturas e formas. Essa combinação de sentidos alimenta a imaginação e cognição, capacitando o cérebro a criar formas abstratas e precárias, mas que não deixam de ser imagens”, explica.

Cegos também têm problemas de visão

Dr. Bruno explica que mesmo sem enxergar, eles ainda possuem o globo ocular que embora não exerça sua função principal, está suscetível a contrair diversas patologias como conjuntivite, olho seco, toxoplasmose e até a atrofia do globo. Assim, por eles não terem a função do órgão, acham que essas doenças são sintomas oriundas da própria cegueira. “Cuidar dos olhos, independentemente de qualquer complicação, traz mais conforto e consequentemente maior qualidade de vida”, destaca o especialista.

Doenças que resultam em cegueira podem ser evitadas

O médico explica que algumas patologias oculares podem ser solucionadas sem que cheguem à sua maior consequência: a perda da visão. “Catarata, ceratocone, distrofias e degenerações corneanas, glaucoma, degeneração macular e doenças da retina podem ser tratadas ou evitadas com um simples acompanhamento médico”, alerta Dr. Bruno.

Anúncios

Os comentários estão desativados.