Fosfoetanolamina é liberada para importação, mas não poderá ser vendida no Brasil

pilula-do-cancer-veja-com-ivan-pacheco-20160520-0014

A Fosfoetanolamina, substância promotora da cura do câncer segundo pesquisadores brasileiros, acaba de ser anunciada como suplemento alimentar.

Uma empresa brasileira nos Estados Unidos fez estudos e adaptações antes de colocar o produto à venda, conseguindo seu registro, no entanto, existem outras marcas vendendo o produto sem taxá-lo necessariamente como “suplemento”.

A liberação foi permitida apenas para importação, pois por hora o produto não tem aval da ANVISA para ser comercializado no Brasil.

A indústria farmacêutica é contra o uso da Fosfoetanolamina, que deixa mais resistente nosso sistema imunológico e combateria o câncer, principal doença que mata os brasileiros, mas diminuiria as vendas de medicamentos no tratamento oncológico.

Também denominada Fosforiletanolamina, trata-se de um composto químico orgânico presente naturalmente no organismo de diversos mamíferos e um potencial aliado de quem sofre desse mal.

Aí fica a pergunta: O que é mais importante, a cura ou a diminuição do fluxo de vendas dos medicamentos contra a doença?

Atualmente é possível encontrar a substância vendida em cápsulas a partir de U$ 99 na internet.

Anúncios

Os comentários estão desativados.