10 deficiências de soft skills que podem prejudicar seu empreendimento

soft skills.jpg

1- Pensamentos negativos

Um problema sério em muitas empresas ocorre quando algumas pessoas têm uma atitude negativa. Seja ao reclamar do trabalho, ao não acreditar no produto ou ao transmitir pessimismo para os colegas, esse tipo de funcionário atrapalha o ambiente de trabalho. Apesar de ninguém pensar positivo o tempo todo, é importante saber lidar e contornar esse tipo de problema.

2- Procrastinação

É algo comum que as pessoas deixem tarefas mais complicadas para depois, entretanto, este é o tipo de atitude que pode gerar graves problemas. De atrasos nos prazos de entrega até insatisfação da equipe, este hábito pode acabar prejudicando toda a dinâmica do empreendimento.

3- Falta de responsabilidade

Algumas pessoas se aproveitam de seus pequenos deslizes, tanto em relação à entrega de resultados quanto ao cumprimento de horários, e fazem disso uma rotina. Isso prejudica o desempenho individual e da equipe e ainda influencia negativamente o ambiente de trabalho.

4- Falta de empatia

No ambiente de trabalho, em prol de uma convivência harmoniosa e melhores resultados, é essencial se colocar no lugar do outro. Alguns funcionários, entretanto, muitas vezes culpam seus colegas por falhas na equipe – em vez de analisarem a situação como um todo. A empresa tem um grande problema quando um funcionário não se preocupa com os demais.

5- Falta de comunicação

No dia a dia das startups, as soluções devem ser tomadas de forma muito rápida. Com isso, a comunicação se torna uma peça chave para o sucesso. Uma comunicação mal feita atrapalha todo o processo e desencadeia uma série de problemas. Portanto, é fundamental que os líderes e gestores tenham muita clareza em relação aos seus objetivos e metas e consigam passar isso para as suas equipes. Outro aspecto muito importante é o feedback. Essa é uma atitude que deve estar enraizada na cultura da empresa, já que é uma poderosa ferramenta, capaz de ajudar tanto na identificação de problemas quanto na realização de uma análise do ambiente de trabalho.

6- Autossuficiência

O mundo dos negócios, atualmente, exige que os funcionários exerçam diversas tarefas e saibam gerenciar seu tempo. Entretanto, na busca por melhores resultados e por acreditar que essa é a melhor maneira para desempenhar sua função, o profissional pode tentar abraçar todas as tarefas, o que acaba por sobrecarregá-lo e impedir a entrega efetiva de resultados. É crucial, nos dias de hoje, que os funcionários saibam delegar tarefas e trabalhar em equipe.

7- Desvios éticos

Obviamente, ninguém planeja ou quer contratar alguém com um caráter ruim. O grande problema é que essa característica dificilmente está em evidência. Pequenas atitudes no cotidiano e ao longo do tempo, como, por exemplo, burlar alguma lei, se aproveitar da inexperiência de colegas ou enganar um cliente, são demonstrações claras de desvios éticos. Um funcionário com esse tipo de atitude pode ser altamente prejudicial à empresa.

8- Desmotivação

A vida dos funcionários pode ser influenciada por diversos aspectos, seja no âmbito pessoal ou no próprio ambiente de trabalho. Em relação aos problemas que a pessoa tem em casa, um boa conversa pode ser muito benéfica. Já quando se trata do âmbito profissional, é essencial descobrir e entender os motivos que a levaram a se sentir desmotivada e buscar alternativas para minimizar sua insatisfação – contribuindo assim para que o funcionário entregue os resultados necessários.

9- Falta de organização

Quanto maior a demanda de trabalho do funcionário, maior deve ser sua organização. A falta dela pode se manifestar por meio de mesa bagunçada, na entrega de resultados confusos ou quando o funcionário se atrapalha com documentos importantes. O grande problemas destas consequências é que elas podem desencadear outras deficiências, como procrastinação, falta de responsabilidade e desmotivação. Algumas ferramentas que podem ajudar no aumento da produtividade no ambiente de trabalho são pastas e até post-its.

10. Arrogância

Existem diversos profissionais que são muito bons no que fazem. O problema é que isso pode gerar uma certa arrogância e eles acabam por achar que são superiores a outros colegas que exercem, inclusive, as mesmas funções.

Fonte: Forbes

Anúncios

Os comentários estão desativados.